Cultura para todos (os que paguem)

berardo_museum_neon_sign_belem_lisbon

Diz hoje o Público que a colecção de Joe Berardo, exposta no Centro Cultural de Belém, passa a ter entrada paga a partir do próximo ano.

A exigência foi feita pelo Governo, via Ministério da Cultura. Parece que terá sido condição para que a colecção se mantenha onde tem estado, até 2022.

“Ao estado e ao governo não cabe escolher artistas nem ter uma política de gosto. Mas, é obrigação do estado tornar a Cultura acessível a todos”, dizia o actual primeiro-ministro em 2015.

Então se a Cultura é um dos pilares da política deste governo, como tem sido dito; e se deve ser acessível a todas as pessoas… Vamos passar a cobrar entrada para uma colecção que até agora era gratuita?

Se esta colecção já não gerava receitas, o que é que mudou para que agora tenha de passar a dar dinheiro para se manter?

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.