Orwell e Putin, de 1984 para 2014

Putin_Orwell_Politico copy

Para perceber Putin, leia Orwell. A sugestão é da revista do Politico e são muitos os pontos de encontro entre o livro 1984 de George Orwell (que viveu no início do século passado) e a actual “política externa” russa (ou, como prefiro, a política do “quero, posso e mando, quem gosta, gosta, quem não gosta, paciência”). A saber.

As tentativas de paz são geralmente acompanhadas de escaladas de violência. Ou, segundo Orwell, “was is peace”.

A Eurasia de que 1984 nos fala é, por coincidência, o nome da maior política externa da Rússia. E, só por acaso, na obra do escritor inglês esta Eurasia compreende tudo entre o Estreito de Bering (que liga os dois pontos extremos dos continentes americano e asiático) e… Portugal. Assim de repente faz lembrar a integração galopante de territórios perto da Rússia, não?

A ideia de união dos vários territórios na figura de um Estado único, como um líder totalitário, está para a Rússia dos tempos modernos como o Big Brother de Orwell para o 1984. Ao primeiro obedece-se por um medo suspenso, panóptico; o segundo tem o seu sucesso na existência universal e imaterial.

A análise do Politico é precisa e merece alguns minutos. E termina com um alerta recuperado de Orwell: “power is not a means, it is an end”.


Já agora, o Politico vai chegar à Europa (yeah!) através de um grupo de media alemão. Ficará sediado em Bruxelas e terá presença em França e na Alemanha. E promete abranger política e políticas europeias.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

w

Connecting to %s